sábado, 29 de setembro de 2007







Tozan disse:

A nuvem branca é filha da montanha azul e a montanha azul é pai da nuvem branca. Durante todo o dia dependem um do outro sem serem dependentes um do outro:

a nuvem branca é sempre a nuvem branca;

a montanha azul é sempre a montanha azul.

Quando as condições mudam, a nuvem muda, e tudo continua, sem deixar rasto ou passado.

sexta-feira, 28 de setembro de 2007



encontrei aqui

quinta-feira, 27 de setembro de 2007


quarta-feira, 26 de setembro de 2007

video

as borboletas a namorar

Apetece-me muito dizer-te uma coisa muito bonita para que tu sintas que é fantástico ser inteligente e ter ouvidos (ou olhos, neste caso em que estou a escrever) para receber e compreender que te estou a dar uma coisa bonita para teres neste dia de hoje uma coisa bonita para lembrares o dia como um dia bonito.
É uma idéia simples. Talvez estas palavras todas a façam parecer complicada.
É a minha maior e melhor vontade, esta de encontrar as palavras certas para te transmitir esta coisa bonita que tenho para ti hoje.

domingo, 23 de setembro de 2007















já estou fora de casa
a pintar .
passei uma escovinha
e descobri
as borbulhas de espuma do mar
e a areia da praia
na minha parede.

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

a.MAR19092007
















quarta-feira, 19 de setembro de 2007


É um momento assim com oMar.
Ir a passar e encontrar-me com ele, por acaso, especialmente

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Estrela do Mar
Jorge Palma

Numa noite em que o céu tinha um brilho mais forte

E em que o sono parecia disposto a não vir
Fui estender-me na praia, sózinho, ao relento
E ali longe do tempo, acabei por dormir

Acordei com o toque suave de um beijo
E uma cara sardenta encheu-me o olhar
Ainda meio a sonhar perguntei-lhe quem era
Ela riu-se e disse baixinho: estrela do mar

"Sou a estrela do mar só a ele obedeço
Só ele me conhece, só ele sabe quem sou
No princípio e no fim
Só a ele sou fiel e é ele quem me protege
Quando alguém quer à força
Ser dono de mim..."

Não sei se era maior o desejo ou o espanto
Só sei que por instantes deixei de pensar
Uma chama invisível incendiou-me o peito
Qualquer coisa impossível fez-me acreditar

Em silêncio trocámos segredos e abraços
Inscrevemos no espaço um novo alfabeto
Já passaram mil anos sobre o nosso encontro
Mas mil anos são pouco ou nada para estrela do mar

"Estrela do mar
Só a ele obedeço
Só ele me conhece, só ele sabe quem sou
No princípio e no fim
Só a ele sou fiel e é ele quem me protege
Quando alguém quer à força
Ser dono de mim..."

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

MAR16092007