quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

.
.
 
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
..
.
 
"É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.
Carlos Drumond de Andrade"
in "Do caos ao cosmos"
.
.


.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
..
.
.
 

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
massagem de som com a.mar
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

..
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.


.




estamos tão bem ao calor do fogo da lareira!
.
.
.
.
.
.
.
.
.
..
.
.
.
.
.
.

sábado, 25 de dezembro de 2010

.
.
.
..
.
.
.
.
.
.
..
.
.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

"-Arco-íris sai daí! As meninas bonitas não gostam de ti!"
dito popular
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
 
 .
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.


 .
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
..
.
.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010



.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

"A vida é como um piquenique numa tarde de domingo... ela não dura muito tempo. Só olhar o sol, sentir o perfume das flores ou respirar o ar puro já é uma alegria.
Chagdud Tulku Rinpoche, em " Portões da Prática Budista.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

domingo, 19 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
"vem aí o Natal.
É tempo de nos deixarmos inspirar pelo menino."
RFM
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

sábado, 18 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
..

"Pode ser que precisemos de ser curados pelas flores.
Pode ser que precisemos de nos despir e deixar as pétalas caírem sobre os nossos ombros, as nossas barrigas, nas nossas coxas. Pode ser que precisemos de nos deitar nus num campo de flores selvagens. Pode ser que precisemos de caminhar nus pela sua beleza. Pode ser que precisemos de caminhar nus pela cor. Pode ser que precisemos de caminhar nus pelo cheiro. Pode ser que precisemos de caminhar nus pelo sexo e pela morte. Pode ser que precisemos de sentir a beleza na nossa pele. Pode ser que precisemos de caminhar pelo curso do pólen, por entre as flores que esão em toda a parte.
Ainda conseguimos sentir o cheiro do jardim da nossa avó. A nossa avó está viva!"
in "Anatomia de uma rosa" de Sharman Apt Russel
.
.
..
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

"Uma boa mímica consegue enganar um polinizador vezes sem conta.
As flores abanam. As flores brilham. As flores gritam.
Vem até mim! Vem até mim! Vem até mim!"
in "Anatomia de uma rosa" de Sharman Apt Russell

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Uakti & Philip Glass - Xingu River

.
.
.
..
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
"eu vagueio pela casa da vida
No curso do pólen
Eu vagueio com um deus de nuvem
Para um lugar sagrado
Eu vagueio com um deus adiante
E um deus atrás
Eu vagueio na casa da vida
No curso do pólen"
in "Anatomia de uma rosa" de Sharman Apt Russell
.
.
.
.
.
.
.
.


.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
..
.







.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
o orvalhário












.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

sábado, 11 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
imaginação
ação de pôr por imagens
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

.
.
.
.
.
.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
semente

se mente revelar-se-á um ser diferente do que é presente
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
..

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.





o gelo no carro hoje de manhã 
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.


ser comunicar as coisas belas que vejo e que sinto
segunda mensagem de a.mar
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

.
.
.procuro a liberdade de encontrar a Poesia
primeira mensagem de a.mar 1994
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

tenho uma vaga impressão que grande parte dos conselhos / sugestões / opiniões que damos são mesmo é para nós próprios ouvirmos:



"É mt importante libertar-m! Abrir o meu coração para o mundo! Assim como quando estamos num acto de amor e nos entregamos completamente e rejubilamos em sentimentos de profunda união.
Liberto o meu Coração! Abro-o! Eu mereço essa plenitude!
Fazer de cada acto dos meus dias um acto de amor!"
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.




do pôr-do-Sol de Inverno na Serra
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
almofadas
alma fadas
alma fadar


.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

sala da massagem de som

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
acre ditar -

é o acre que dita e nós tencionamos que seja o doce

.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.