quinta-feira, 23 de fevereiro de 2006

No ramo dos Matos da Silva da Terra Mãe,
o Solo Pai pôs uma Cunha
e, neste dia
Vinte e Três de Fevereiro de Mil Novecentos e Setenta e Três,
o segundo rebento despontou
à procura do Sol,
que só encontrou depois de uma noite escura de Inverno.
Acho que, agora, trinta e três anos depois,
anda por aí a desabrochar uma flor:
Margarida.
Pétalas Coloridas Para Todos!!!!

3 comentários:

Alexª disse...

Feliz aniversário!!!!

a.flor disse...

Obrigado, Amiguinha, Obrigado!!!
Contarei todos quantos puder e tenho muito gosto que me dês sempre os Parabéns!!!

Paulo J. Ribeiro disse...

Percorri este blog de uma ponta à outra e apetecia-me comentar todos os desenhos. Não sabia por onde começar. Então, resolvi escolher um. Não há nenhuma razão especial para escolher este e não outro. Um, tinha que ser, um. Os desenhos, com toda a sua infantilidade, são muito expressivos e revelam grande maturidade. Simplicidade expressiva. Poderiam ser classificados assim.