segunda-feira, 30 de novembro de 2009


"7. YANZI: Como explicar o princípio vital?
GUANZI: Deixando as coisas seguirem o seu curso, sem obstruções, sem entraves.
YANZI: Como atingir esse objectivo?
GUANZI: Que os ouvidos escutem o que desejam, que os olhos vejam o que desejam, que o nariz aspire o que deseja, que a boca exprima o que deseja, que o corpo descanse como ele deseja e que a vontade realize o que deseja. Os ouvidos desejam escutar música e digo que há entraves à audição se não o conseguem. Os olhos desejam ver a beleza e digo que há entraves à visão se não o conseguem. O nariz deseja aspirar perfumes e digo que há entraves ao olfacto se não o consegue. A boca deseja exprimir a verdade e digo que há entraves ao conhecimento se não o consegue. O corpo deseja descansar num lugar confortável e digo que há entraves ao bem-estar se não o consegue. A vontade deseja gozar da libertdade e digo que há entraves à natureza se não o consegue. Tais entraves são tiranos. Eliminar estes e esperar a morte, um dia, um mês ou um ano, é o que se chama alimentar o próprio princípio vital.(...)"

in "tratado do vazio perfeito" de Lie Tse
Landy Editora

5 comentários:

Esteja Aqui e Agora... disse...

[...] "Vontade de não perturbar, de não magoar"

Gostei de passear por aqui.

Gasshô _/|\_...

{ Fernanda } disse...

Gostei muito disso, Ana!

Beijo!

a.mar disse...

Porta aberta, Michel!
Obrigada!

a.mar disse...

Obrigada Fernanda!
Beijinhos!

Vítor disse...

Bateu na barreira e perdeu a cabeça. Se surgir a vontade de matar, mate a si mesmo.