segunda-feira, 19 de dezembro de 2005

Fui à serra à procura de Terra Fértil



Encontrei uma antena,

para comunicar imagem e som

Encontrei caminhos e muros









E a Terra Fértil do lado de lá dos muros.

Sem saltar os muros.
A Terra Fértil fica do lado de lá.
E eu do lado de cá.



5 comentários:

Alexª disse...

Em tempos acampei na reserva natural da Serra d'Aire e Candeeiros... avivaste-me a memória. Adorei aquilo, ainda recordo o aroma e a frescura matinais.

Huuuuuuuuuummmm.

nelsonmateus disse...

saudades d falar ctigo garota ... amanhã ker ver se mato essas saudades. :)

sweet dreams!

a.mar disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
a.mar disse...

Matar...
Depois elas vão descansar, vão para a Terra, deixas das sentir,
não faças isso.
Pelo menos já amanhã, deixa para o dia em que as fores acompanhar.
EH EH EH EH

nelsonmateus disse...

as saudades são como o fénix ... renascem das suas cinzas. ;)