terça-feira, 20 de dezembro de 2005

murar de vento

podia murar de vento o lugar onde habito
era só pôr-me no centro
e
todas
as
coisas
girariam
em torno de mim
comigo no centro
o lugar onde habito é murado de vento
vento
o vento
o vento sopra
sopra
à roda
à roda de mim
o vento veio para murar o lugar onde habito
a.mar

2 comentários:

Alexª disse...

o vento veio para murar o lugar onde habitas e girar à tua volta.
Se és o centro para o vento é porque gosta de ti, que bom!

a.mar disse...

o muro da vida é feito de vento,
invisível, o lugar incerto e limite infinito.
e sempre em movimento