terça-feira, 20 de dezembro de 2005

me envolvesse em vento

nua

como se o vento
me tocasse
em toda a minha pele
e eu me envolvesse em vento
e o vento fosse a minha roupa
e o vento me pusesse
em movimento
enrolasse-me
rolava-me,
rolava o meu corpo
com o vento
envolvia-me com ele
tocava-me em todo o corpo
o movimento do vento parecia
o passar de alguém no meu corpo
o alguém era o vento, tão envolvente
tão envolvente, envolvia-me todo o corpo
a.mar

3 comentários:

Alexª disse...

Falas do Vento como se de alguém se tratasse. Está certo, o Vento é o Vento!

a.mar disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
a.mar disse...

e fala-nos ao ouvido
e empurra-nos
e provoca calafrios, às vezes, também,
e põe os olhos a chorar